Sim, as coisas mudaram bastante para anunciar no Facebook com eficiência . Em 11 de janeiro de 2018, o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, anunciou uma mudança importante no Feed do Facebook, que tem um impacto de grande alcance nas marcas e empresas que utilizam a rede social para interagir e alcançar novos clientes.

Então vou explicar o que está acontecendo e como você pode se adaptar para sobreviver e prosperar no Facebook em 2018.

O que está acontecendo com o Facebook?

Anunciar no Facebook Marketing

Em poucas palavras, o Facebook vai mudar o foco de como as pessoas vêem em seus Feeds, ajustando-o para priorizar mais posts de amigos e familiares, e reduzindo o volume de anúncios e posts com teor comercial.

O objetivo fundamental do Facebook mudará – em vez de se  concentrar em ajudar as pessoas a encontrar conteúdo relevante, ele irá mudar para ajudar as pessoas a terem interações sociais mais significativas.

Reconhecendo que o objetivo original do Facebook era ajudar as pessoas a se manterem conectadas e se sentirem mais próximas, Zuckerberg escreveu em uma declaração em sua página que “conteúdo público – postagens de empresas, marcas e meios de comunicação – está excluindo os momentos pessoais que nos levam a conectar mais um com o outro “.

Ele acrescentou:

“O vídeo e outros conteúdos publicitários explodiram no Facebook nos últimos dois anos. Uma vez que existe mais conteúdo público do que mensagens de seus amigos e familiares, o saldo do que está no News Feed mudou-se desviando da coisa mais importante que o Facebook pode fazer – nos ajude a se conectar uns com os outros”.

Nas palavras de Shira Ovide  of Bloomberg, “a empresa está reprogramando seus computadores para priorizar postagens nas quais as pessoas se sentem compelidas a interagir de maneira rica, escrevendo uma longa resposta a um membro da família triste, por exemplo, ou causando uma reviravolta com os amigos sobre uma notícias maluca na TV local”.

Como resultado das mudanças, Zuckerberg espera que as pessoas usufruam melhor do Facebook, e com isso “algumas métricas de engajamento” (como o alcance e o tráfego direcionado para Páginas) irão consequentemente diminuir.

As mudanças levarão vários meses para acontecerem, mas Zuckerberg diz que as pessoas acabarão por ver menos conteúdo comercial, como posts de empresas, e mais de amigos, familiares e comunidade local.

Quão ruim é isso para empresas e marcas?

Perder um pedaço do algodão-doce, não é uma notícia positiva … mas não inesperada. Até porque existe um revestimento prateado para as empresas que estão dispostas a continuar explorando a rede social como canal de marketing e relacionamento. Na verdade, o Facebook tem se movido lentamente nesta direção há alguns anos, o seu algoritmo para seleção e distribuição de conteúdo no feed de notícias do usuário tem trabalhado intensamente para eliminar posts de “má qualidade” conteúdo de marcas, como clickbait (iscas que induzem o usuário ao clique para gerar receita de tráfego, como por exemplo títulos de notícias altamente irresistíveis)engajamento-baiting (que são como: comente aqui, curta e compartilhe, marque seu amigo e etc.) .

A verdade é que o Facebook ficou lotado de conteúdo com baixa qualidade que estava arruinando experiências de muitos usuários, e precisava fazer algo para arrumar as coisas.

Aqui está a boa notícia: eu prevejo que os criadores de conteúdo de alta qualidade continuarão a crescer e fazer bem ao Facebook. A realidade é simples, chocante e positiva:

Se você é um editor que publica consistentemente conteúdo interessante e estimulante, então você é dourado e pode tirar grande vantagem das mudanças no algorítimo.

Esta última mudança para o algoritmo do Feed de Notícias do Facebook, não é o fim do mundo, longe disso. Para as empresas grandes e pequenas – não pela primeira vez – significa que temos que nos adaptar e ajustar a nova direção do Facebook se quisermos usar a rede social como forma de alcançar os clientes. 

 

Então o que você deve fazer?

Uma coisa é óbvia: a maioria das empresas não irão deixar o Facebook. Os seus 2 bilhões de usuários e a plataforma de publicidade hiper-segmentada ainda é um destino privilegiado online, apesar dessas notícias. Ao ler a declaração de Zuckerberg na íntegra e estudar a direção que o Facebook tem dirigido nos últimos dois anos, há muitas pistas para que as empresas vejam a direção que elas precisam apontar.

Eu selecionei as melhores estratégias que seu negócio deve implementar para ajudá-lo a ficar no topo do seu mercado no Facebook:

E-book » 300 Dicas de Marketing para Midias Sociais (Isack Wesller)

 

1) Construa uma comunidade de fãs genuínos

Em outra linha da mensagem de Zuckerberg, ele escreveu:

“O conteúdo público que você vê com mais frequência será mantido no mesmo padrão [como a dos indivíduos] – então trabalhe para encorajar interações significativas entre as pessoas”. Se tomarmos isso no sentido de que o Facebook priorizará boas histórias pessoais e locais, então parece sábio que você deva alterar sua linha de conteúdo para dentro desses limites. Crie posts com assuntos que geram conversa entre grupos de pessoas, ao invés de fragmentos de propagandas diretas e descartáveis.

Algumas empresas acharão mais fácil fazer isso do que outras, no entanto as recompensas para os negócios que seguirem esta orientação, provavelmente valerão o esforço.

 

2) Forneça conteúdos cheios de valor

Como empresas, as mídias sociais proporcionaram a oportunidade de atingir uma grande audiência como nunca antes, e muitos de nós somos culpados de perseguir números (curtidas, comentários e leads) ao invés de fornecer o que as pessoas realmente querem – conteúdo significativo, cheio de valor. Os negócios  precisam re-focar no público, no cliente, no usuário e entregar o que realmente quer.

Se você está preso na armadilha do alcance da perseguição de números, pense em mudar suas métricas para se concentrar em relevância – conteúdo que leva alguns dos valores que mencionei na #Dica01 (acima): interações genuínas, comunidade e um vínculo mais forte entre você e seu clientes.

 

3) Poste mais vídeos (especialmente ao vivo)

O aumento do vídeo no Facebook foi astronômico, e não é segredo que o Facebook priorize o conteúdo de vídeos no News Feed. Mesmo se é pré-gravado ou – ainda melhor – ao vivo, as Páginas devem tornar o conteúdo de vídeo uma característica em sua estratégia de marketing do Facebook. Além disso, se este conteúdo de vídeo é postado regularmente e promove o envolvimento da comunidade, você estará fazendo exatamente o que o algoritmo quer. Considere esta parte da mensagem de Zuckerberg:

 “Nós vimos as pessoas interagirem mais em torno de vídeos ao vivo do que os regulares. Algumas novidades ajudam a iniciar conversas sobre questões importantes. Mas muitas vezes hoje, assistir a vídeos, ler notícias ou obter uma atualização de página é apenas uma experiência passiva”.

De forma não direta, ele está dizendo “criem vídeos, especialmente ao vivo, e façam as pessoas falarem sobre o que está sendo relatado no vídeo”.

 

4) Experimente com o Messenger

Uma das maiores tendências previstas para o marketing de redes sociais em 2018 é o aumento da interação um-para-um (pessoa-para-pessoa), particularmente através de aplicativos de bate-papo, como o Facebook Messenger.

Se o algoritmo do Feed do Facebook aponta que você não vai será mais capaz de atingir um maior número de clientes potenciais como antes, aqueles que não receber seu conteúdo, dê a eles uma experiência de serviço ao cliente-celebridade. E o Messenger é perfeito para isso, dado o seu imediatismo e a importância da interação.

Pense sobre as maneiras como você pode atender os clientes através do Messenger e como você pode dirigi-los para usá-lo. Além de um botão no topo da sua Página, por exemplo, o Facebook introduziu anúncios do Facebook do clique para o Messenger em novembro de 2016 e os anúncios de clique para o Messenger estrearam no Instagram em maio de 2017. Faça isso!

 

5. Implementar uma estratégia de posts patrocinados

Esta é outra questão que eu e todos os outros especialistas em marketing nas mídias sociais vem gritando por anos. Muitas vezes, as empresas querem confiar no alcance (gratuito) orgânico para alcançar o público desejado no Facebook, e com isso nunca atingirão seu potencial máximo. Há uma série de evidências anedóticas que demonstram que o Facebook continua a reduzir alcance orgânico de posts das páginas, e este último anúncio do Zucka está claro que não mudará o cenário.

Então por favor, entenda que nenhum negócio deve ser capaz de ignorar os anúncios do Facebook para impulsionar um post ou promover uma Página, e a evidência mostra – para aqueles que são experientes,  pacientes e dispostos a experimentar – a publicidade no Facebook pode ser extremamente lucrativa.

Em meu best-seller – 300 DICAS DE MARKETING PARA MÍDIAS SOCIAIS – mostro todo o caminho para qualquer tipo de negócio, físico ou digital, de como extrair o máximo de resultados desta rede social fantástica.

E-book » 300 Dicas de Marketing para Midias Sociais (Isack Wesller)